Publicado por: robersonsa | 17/10/2013

Buenos Aires

Cidade muito bacana, apesar do mau humor de alguns argentinos. Chegamos em uma sexta à tarde de BUQUE BUS, um barco que faz a rota Montevidéo/Buenos Aires. Deixamos as mochilas no hotel e fomos buscar o kit da Meia Maratona. Andar de metrô é bem fácil e tem muita informação em vários lugares. Pedir informação aos habitantes pelas ruas é bem complicado, a maioria te informa qualquer coisa e de qualquer jeito, já em restaurantes, lojas, hotel etc fui bem tratado.

Sábado foi um dia perdido pois choveu o dia inteiro. Almoçamos no Porto Madero, uma região portuária reformada que virou um dos principais pontos turísticos pela quantidade de restaurantes de boa qualidade(e caros).

Recomendo conhecer a cidade pelo city tour que uma empresa de ônibus oferece. A saída dele é na Calle Norte uma rua que fica na diagonal da Casa Rosada. Você compra o ticket para um dia ou para dois dias e ao longo do percurso, cerca de 35 pontos, você pode descer do ônibus e pegar o próximo que passa a cada meia hora. Custa cerca de 160 pesos.

Se for andar de ônibus convencional saiba que eles só aceitam moedas ou o cartão (tipo cartão estudantil). Você encontra estes cartões nas estações de metrô( lá eles só vendem, não fazem a carga de créditos) ou em lojas/bancas. Táxi me falaram que é comum darem notas falsas de troco, não passei por isso mas na dúvida ande sempre com dinheiro trocado e notas de pequeno valor.

Anúncios
Publicado por: robersonsa | 27/09/2013

Punta del Este, Uruguai

Punta del Este fica no Departamento de Maldonado (Estado para nós), cerca de 130km de Montevideo ou 3 horas de ônibus.

Fomos na época errada. Punta del Este é uma cidade de aproximadamente 14mil habitantes e que na alta temporada salta para cerca de 500mil. Acho que vimos cerca de 500 habitantes rss. Cidade deserta, um ou outro restaurante aberto, temperatura baixa e um vento gelado que piorava tudo. Centenas de edifícios praticamente vazios(os proprietários só compraram para ir passar o verão, um dia chego lá…).

Ficamos em um hotel mediano, Amsterdã, bem na orla. Piscina aquecida, e que nos salvou em um dia sem ter o que fazer à noite, café da manhã razoável (doce de leite de novo!) e quarto também. Wifi só no saguão do hotel, mas não preciso disso, estou em Punta del Este!!! A localização nos permitia fazer praticamente tudo a pé.

Turismo em Punta 
Pague um city tour (70 reais) para:
Tirar foto na famosa escultura “la mano” que diz a lenda representar uma mão em afogamento para lembrar o porquê da praia se chamar “Playa brava”;
Conhecer uma igreja que possui escrito na parede um Pai-Nosso em 100 idiomas;
Conhecer o porto e tirar fotos dos leões-marinhos que ficam esperando sobras de peixe da feira ao lado;
Passar pela frente das casas dos milionários (muitos políticos “sangue-bom” brasileiros possuem residências lá);
Conhecer e passar pelas pontes-gêmeas e onduladas;
Conhecer o museu/hotel Casa Pueblo do famoso artista plástico Carlos Paez Vilaro e ver o pôr-do-sol por lá;
A construção mais antiga da cidade, um farol;
Punta tem um cruzamento -parece ser único no mundo- onde é possível enxergar o mar nas quatro direções;

Não achei os preços tão mais caros do que Montevideo, exceto o táxi, talvez por ter ido na baixa temporada. Quero voltar lá um dia, mas não na mesma época que fui. Se você gosta de tranquilidade EXTREMA, essa é a época certa.

Punta del Este é assim: 8 ou 80.

Publicado por: robersonsa | 21/09/2013

Estádio Centenário – Montevideo

Monumento del Futbol Mundial

Monumento del Futbol Mundial

O Estádio da primeira copa do mundo em 1930. Confesso que me decepcionei um pouco quando avistamos de longe sua fachada. Para quem conhece Brasília, me lembrou o antigo Mané Garrincha por fora, com uma fachada baixa.

A partir da Plaza Independencia é possível ir até o Estádio andando por toda a avenida principal, a 18 de Julio, até o final.

O estádio está um pouco mal conservado e com o gramado ruim, apesar de ocorrerem vários jogos inclusive os das Eliminatórias da Copa do Mundo.

Para conhecê-lo é preciso entrar pelo museu do futebol localizado em uma das entradas laterais. A entrada custou 13 reais (Aceitam R$ mesmo). O museu é bem interessante e logicamente eles dão muito valor ao “Maracanazzo”.  São mostrados vários objetos de outros mundiais, olimpíadas e campeonatos, inclusive uma camisa de Pelé e do Vavá.

No dia que fomos embora para o Brasil iria ocorrer o jogo Uruguai x Colômbia pelas Eliminatórias. A cidade estava agitada, com várias bandeiras pelas ruas. Uma pena não ter assistido ao jogo!

Publicado por: robersonsa | 13/09/2013

Montevideo, Uruguai

Como imaginei. Cidade histórica,  pequena, bonita, com pessoas educadas e simpáticas. Vários museus, parques, bons restaurantes com a famosa parilla – recomendo La Palenque no mercado – e o estádio Centenário, palco da primeira copa do mundo em 1930. Ótimo lugar para se conhecer em um feriado prolongado (2 ou 3 dias).

A moeda local é o Peso Uruguaio que se compra por aproximadamente R$8,50 (setembro/13). Estranho pagar um almoço com uma nota de 1000 pesos… Recomendo levar reais para uma emergência e um cartão internacional, onde é possível sacar em caixas eletrônicos (tenho BB e sacava em qualquer HSBC ou banco que tinha a marca BanRed). Paga-se uma taxa de 12 reais por saque.

Ficamos no hotel ViewPort no Centro. Era bem localizado e fizemos quase tudo a pé.  Hotel bom em um prédio antigo, como quase todos por lá, e um preço justo. Café da manhã simples porém bem feito. Vários potes do famoso doce de leite ao lado dos potes de geléia…impossível comer um só!  Depois de uma volta pelo centro (Plaza Independencia, Plaza Constitución, Catedral, Ciudad Vieja) caminhamos por toda a avenida principal, a Av. 18 de julho, até o Estádio Centenário. Esta avenida é a principal da cidade, tranquila de andar e com muito comércio.

Montevideo tem uma orla bem cuidada, mas a parte que visitamos, perto do porto, não é tão assim. Deveríamos ter feito aquele ônibus city tour,  pois acho a melhor forma de se conhecer outros bairros e ter uma visão geral da cidade sem perder tempo. Também tem o mar….só que não. Montevideo é banhada pelo Rio de la Plata mas é tão grande que realmente parece o mar.

Depois colocarei os gastos detalhados.  Adiós!

Publicado por: robersonsa | 02/01/2012

Cânions do São Francisco

O passeio sai da cidade de Canindé de São Francisco no estado de Sergipe e fica distante 205km de Aracaju. Partindo de Maceió, a opção é ir até a cidade de Piranhas-AL distante 290km e mais 15km para Canindé.

Hospedar-se em Piranhas-AL não é má idéia pois a cidade além de histórica (Onde as cabeças de Lampião e seu bando foram expostas pela primeira vez) , também possui outros atrativos como a prática de esportes radicais. Recomendo pelo menos 2 dias lá.

Os cânions surgiram para o turismo após o represamento de parte do São Francisco com a construção da hidrelétrica Xingó, pois assim essa região do rio tornou-se navegável.

Older Posts »

Categorias